Mercado tenta acalmar os nervos


A primeira semana cheia de 2019 começa com muitas expectativas no mercado financeiro, que ainda não sabe exatamente o que esperar para o ano novo, mas tenta acalmar os nervos, buscando se amparar no noticiário recente. Os dados fortes sobre o emprego nos Estados Unidos (payroll) ao final de 2018 mostram que, talvez, sejam necessários ajustes na taxa de juros norte-americana, o que tende a reduzir ainda mais a liquidez global.

Mas o tom suave (“dovish”) na fala do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, mantém dúvidas em relação a novas altas neste ano. Se por um lado o Fed tem destacado o mercado de trabalho saudável nos EUA como uma razão para continuar apertando a política monetária; por outro, o Banco Central norte-americano ressalta que não irá hesitar em mudar a estratégia, “ouvindo atentamente” ao mercado financeiro.

Para ler a íntegra do texto, acesse: https://goo.gl/DTY4JA

*O conteúdo produzido é para veiculação exclusiva no Seu Dinheiro, ficando vedada a sua reprodução por terceiros.

#FederalReserve #Fed #Powell #payroll #China #XiJinping #Trump #Bolsonaro

Posts Destacados
Posts Recentes
Posts Relacionados