Mercado segue atento à agenda de reformas


O mercado financeiro se deu conta que o caso Moro não deve atrapalhar a tramitação de matérias importantes no Congresso, desde que o Centrão não se junte à oposição. Ontem, foi o caso da votação do crédito extra de cerca de R$ 250 bilhões ao governo, que foi aprovado em plenário após acordo. E amanhã pode ser a vez da reforma da Previdência, durante leitura do parecer na comissão especial, apesar da resistência dos Estados.

Enquanto a oposição prometia parar todas as pautas, falando em instalar uma CPI ou até convocar o agora ministro da Justiça, o Centrão preferiu seguir a tática dos parlamentares de adotar uma agenda própria do Legislativo, de modo a angariar os louros pela aprovação de medidas necessárias e urgentes ao país, como a do crédito extra. Ao fazer assim, o Centrão estaria ajudando a tirar o Brasil da crise, facilitando a reeleição dos envolvidos.

Para ler a íntegra do texto, acesse A Bula do Mercado no site Seu Dinheiro.

#Moro #reformas #Previdencia #Congresso #Maia #Bolsonaro #Trump #China #guerracomercial #FederalReserve

Posts Destacados
Posts Recentes
Posts Relacionados

Inscreva-se 

Receba as principais notícias por e-mail.

 

Por favor, insira um email válido

  • Facebook Long Shadow
  • LinkedIn Long Shadow

© 2015  Olívia Bulla By ImageLab.