Mercado renova otimismo sobre acordo comercial


O otimismo renovado do mercado financeiro em relação a um acordo comercial entre Estados Unidos e China ainda sustenta um sinal positivo entre os ativos de risco no exterior. Os investidores monitoram as negociações em torno da fase um e a possibilidade de remoção de um aumento tarifário programado contra produtos chineses no próximo dia 15.

Essa perspectiva, combinada com as estimativas de maior crescimento econômico do Brasil neste e no próximo ano, embalou a Bolsa brasileira ontem, levando o Ibovespa a atingir um novo topo histórico, ultrapassando os 110 mil pontos. O dólar, por sua vez, seguiu na faixa de R$ 4,20, em meio à maior saída de recursos estrangeiros do país desde 1982.

Mas, a cada dia, surge uma informação divergente quanto ao progresso (ou não) nas tratativas entre as duas maiores economias do mundo. Ainda assim, os mercados internacionais avançam com rumores de um acordo cujo entorno só piora, diante da escalada da tensão envolvendo as regiões autônomas chinesas de Hong Kong e Xin Jiang.

Para ler a íntegra do texto, acesse A Bula do Mercado no site Seu Dinheiro.

#guerracomercial #China #Trump #Ibovespa #dolar #Selic

Posts Destacados
Posts Recentes
Posts Relacionados

Inscreva-se 

Receba as principais notícias por e-mail.

 

Por favor, insira um email válido

  • Facebook Long Shadow
  • LinkedIn Long Shadow

© 2015  Olívia Bulla By ImageLab.